segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

algumas ideias à solta - parte 1

a lista dos rascunhos é grande neste blog, tantas ideias, tantas inspirações que a lista vai sempre aumentando. Mas esta semana ao fazer a limpeza anual, caiu-me no colo, este texto que começou a ser delineado em Março de 2012 - quase um ano ... a vida corre cada vez mais depressa verdade ?  mas à medida que ia lendo e pensando se a matéria ainda teria algum interesse hoje, passei em revista a lista dos pontos críticos de qualquer noiva que está a preparar o seu casamento e a verdade é que nos dias que correm, gastar um cêntimo a mais põe qualquer mortal de cabelos em pé. Ora cêntimos a mais é coisa que não existe certo ? então temos que ser objectivos e de cabeça bem fria mas,  sem abdicar daqueles sonho que sempre teve, conseguir uma festa bonita, divertida e cheia de momentos inesquecíveis. Se continua a ler-nos, aqui vai a primeira ideia - faça uma lista muito simples, na coluna da esquerda o título será - "Não negociável", agora a coluna da direita - "será que quero ?"  esta feita a lista ? óptimo, está em condições de começar a pensar seriamente no que é verdadeiramente importante para si ! comece agora a conferir as nossas ideias, pense nas soluções e torne-as suas !  

Lista de convidados - rima com catering, comida + bebida o pesadelo de sempre ... mas seja optimista, o sucesso duma festa não passa pelo número de convidados - estabeleça um número máximo e não abra mão disso - família mais chegada e amigos intímos são o núcleo mais importante para um dia bem passado então porque convidar quem não conhece bem para um dos melhores dias da sua vida? nestes últimos dois anos, os casamentos são cada vez mais íntimos e selectivos, chamar pequenos casamentos parece-me muito redutor, direi que se sofisticaram e tornaram-se festas exclusivas para amigos do coração.

Espaço - se tem essa hipótese, traga o seu casamento para casa - tudo fica mais à mão, os noivos mais descontraídos, o espaço mimado para a festa, as boas recordações a rodearem um dia tão especial, amigos e família vão agradecer o conforto dum espaço já conhecido e onde sempre se sentiram bem. Se não tem esta possibilidade, comece a procurar um espaço alternativo, mas o que é isto de alternativo ? - as camâras possuem espaços fantásticos, ligue para a sua e pergunte as condições. Outras opções, sociedades recreativas, cafetarias de museus (alguns com vistas fantásticas), restaurantes, turismos de habitação, adegas com espaço de sobra, teatros com espaços surpreendentes e até pequenos hotéis com jardins encantadores. É só pôr-se em campo e acreditar que existe vida para além duma quinta e duma tenda. Mas se nada disto é o seu cenário ideal e gosta mesmo é duma quinta, acerte o preço pelo calendário, já sabe que os meses de Verão são os mais caros .... mas já reparou que vive num País onde o Verão chega às portas do Novembro ? Pois é ... a natureza é assim de bondosa, aproveite.

Comidas e bebidas - uma factura pesada já sabemos, mas não me canso de dizer, pouco mas bom !
  • elaborar uma ementa equilibrada e sofisticada não custa muito - uma sopa saborosa, servida quente ou fria é algo que é consensual e agradável para iniciar a refeição e não é preciso ter um chef de renome na cozinha. Um prato único mais sofisticado, seguido dum buffet de iguarias em substituição da ementa cheia de coisas já vistas e revistas,
  • beba com moderação ... mas do melhor - em vez de bar aberto (sempre caro para o que se bebe) e enfadonho, apresente aos seus queridos amigos uma mesa de vinhos bem estilosa e não necessitará de muito - um branco e um tinto over the top - sempre da região por favor, estará a ajudar a economia local e a dar a conhecer aos seus convidados o que de melhor se faz no país, junte-lhe uma selecção de óptimos queijos e doces, e termine com um óptimo vinho do Porto (20's). À chegada, receba os convidados com champanhe, bem português e de alta qualidade - nada de espumante com nomes esquisitos a saber a coisa nenhuma. Se acha demais um bom rosé alentejano ou do Douro, fará a diferença. Uma mesa bem apresentada é fundamental - frutos vermelhos, selecção cuidada de bolachinhas/tostinhas e um bom paté. Capriche nesta mesa, mime-a com objectos lá de casa, etiquetas bonitas para os queijos, e velas para a noite. A arte de bem receber está nos detalhes não se esqueça.
  • os caterings oferecem habitualmente listas de sobremesas e doces conventuais - seja selectiva, pense numa sobremesa especial em substituição do trivial, mais vale uma mousse fantástica servida com graça e num recipiente espectacular, do que uma mesa cheia de doces sem interesse - afinal quer surpreender ou não os seus convidados ?
prometemos mais em breve e até lá, confie na sua intuição, não ceda a chantagens e mantenha-se firme, e de tempos a tempos reveja a sua lista maravilhosa :-)










Sem comentários:

Enviar um comentário