quinta-feira, 21 de julho de 2011

flores !




o detalhe delicado, mas estão de acordo comigo que é a cereja em cima do bolo, alegram os ambientes, dão a nota final e podem só por si, ser o foco que nos obriga a esquecer um sítio sem história. Quanto aos bouquets de noiva (e o que é uma noiva sem ele ?) a questão é ainda mais delicada. Sem querer divagar sobre um tema tão complicado e menos ainda entrar em terrenos alheios, aqui fica da experiência de quem adora flores e lhe tem um imenso respeito, dicas após muito trabalho no terreno.

bom mesmo ...

  • escolher flores da época ;
  • não ter receio de misturar flores da estufa com flores do campo - o resultado é perfeito, atenua a imagem perfeitinha, imprime movimento ao arranjo e dá aquele toque especial, autêntico e inovador ;
  • se não temos um orçamento gordo é melhor escolher duas especies mais caras mas que se revelam um optimo investimento em termos de imagem ;
  • flores frescas e aromáticas, um duo surpreendente cada vez mais usado ;
  • os bouquets atam-se cada vez mais, de forma informal, as fitas não estão confinadas só ao cetim, o gorgorão (bem português e de optima qualidade) dá um toque mais chique  menos vulgar e as cores acreditem são maravilhosas ;
  • bouquets simples, discretos mas com presença.
já era ....

  • centros de mesas todos iguais como se tivessem saído do aviário ;
  • flores repetitivas - a quantos casamentos já foram onde o centro de mesa era de geribérias ou margaridas sempre brancas com o olhinho verde ????
  • flores pintadas ! sinto logo um arrepio na espinha - mas a mãe natureza precisa disso ????
  • excesso de folhagem para encher a jarra e poupar no principal ;
  • bouquets de noiva com espirais aerodinâmicas qual foguetão espacial ;
  • bouquets excessivos para a altura da noiva ou vice versa ;
  • excesso de especies, folhas e mais folhas um sem fim de detalhes, e no final um ramo excessivamente pesado.
 bouquet DesignEvents
rosas naturais de curta duração, rosas do jardim e perpétuas, laço simples em gorgorão rosa
fitas da fábrica - Francisco Soares da Silva - T. 21 388 06 42




Sem comentários:

Enviar um comentário